Minhas Canetas

Aqui vou atualizando minha coleção de canetas. Sem resenha nem nada. Com o tempo vou escrevendo sobre cada uma em um post separado. Elas estão em ordem de aquisição.

Crown Capricci

Crown Capricci

Minha primeira caneta-tinteiro. Acabei gostando tanto que me interessei por outras. No fim dei ela de presente e tecnicamente não faz mais parte da minha coleção.

Pilot Metropolitan

Pilot Metropolitan

Tenho duas. Uma que lixei para tirar toda a tinta e deixar ela no metal, com pena itálica. A outra eu ganhei de presente, com pena fina. Foi a primeira caneta-tinteiro que comprei de forma consciente.

Pilot Custom 74

Pilot Custom 74

Essa é minha caneta de assinaturas. Assinei muita coisa boa e importante com ela. Até casamento ela já assinou, mas não o meu. Ainda. Essa tem pena média.

Lamy 2000

Lamy 2000

Essa foi a minha primeira caneta fora da minha zona de conforto. Hoje é minha principal caneta. A pena é extra-fina.

Saiba mais
TWSBI Eco T

TWSBI Eco T

Essa foi compra de impulso, mas não me arrependi nem um pouco. Excelente caneta e a quantidade de tinta. A minha é pena fina.

Nakaya Naka-Ai

Nakaya Naka-Ai

Meu sonho de consumo por muito tempo. Essa tem um espaço especial na minha coleção não só por ser linda, mas por representar uma boa conquista na minha vida. A cor dela é a Aka-Tamenuri, com pena média.

Visconti Homo Sapiens

Visconti Homo Sapiens

O material, rocha vulcânica do monte Etna, me chamou muito a atenção. É a caneta que mais gosto de segurar, pelo peso e tamanho dela. Tenho duas, uma pena extra-fina de ouro e outra fina de paládio.

Jinhao 992

Jinhao 992

Comprei várias Jinhao 992 para dar de presente para quem queria testar canetas-tinteiro. Fiquei com uma que uso para testagem de tintas.

Moonman T1

Moonman T1

Outra compra de impulso, mas essa eu meio que me arrependi sim. Ela funciona bem e é bonita, mas a pena não é a das melhores e segurar ela também é meio desconfortável.

Montblanc 149

Montblanc 149

A minha eu comprei usada num leilão. Ela é de 1970 e continua perfeita. É uma excelente caneta, mas não vale o preço de uma nova. Felizmente o mercado de usadas é grande. A pena é extra-fina.

Parker Vacumatic Jr.

Parker Vacumatic Jr.

Também comprei num leilão. Minha primeira caneta vintage. Essa é de 1942. É uma das minhas escritas favoritas. Bastava ser um pouquinho maior. A pena é fina.

Omas Ogiva

Omas Ogiva

A Omas foi uma empresa de canetas que surgiu em 1925 mas que acabou fechando em 2015. Quando entrei no hobby ela já não existia mais, mas sempre gostei muito das canetas dela. Finalmente agora tem uma na coleção, com pena fina.

Faber-Castell e-motion

Faber-Castell e-motion

Na minha busca por materiais diferentes para completar a coleção, a e-motion entrou como a representante de madeira. Tenho gostado bastante dela principalmente por ela ser pesada. A minha tem a pena fina.